Bem Vindo a Página do Banrisul Formulário para acesso direto a conta

Página Inicial » Áreas Temáticas » Sustentabilidade » Gestão

Prática sustentável em Tecnologia da Informação: Virtualização dos Servidores

A questão da sustentabilidade relaciona-se diretamente com a tecnologia. A sociedade contemporânea tem à sua disposição ferramentas que facilitam a resolução de problemas e aperfeiçoam processos existentes. O Banrisul é atento às inovações tecnológicas também em relação à sustentabilidade, estando entre as empresas de vanguarda na adoção em massa da tecnologia de virtualização de servidores em informática (um servidor na área de TI é um sistema de computação centralizado que fornece informações a uma rede de computadores). A virtualização permite uma redução de consumo de energia e otimização de recursos de hardware.

A virtualização do sistema de servidores da área de informática foi implantada no Banrisul em 2010, permitindo a otimização do parque tecnológico do Banco, a redução no custo de manutenção dos equipamentos e significativo aumento nos índices de confiabilidade e disponibilidade dos servidores da empresa. “Além dos ganhos diretos da tecnologia de virtualização, propiciando uma maior eficiência e disponibilidade do ambiente de Tecnologia da Informação (TI), o Banrisul contribui para o meio ambiente por meio da redução do consumo de energia elétrica, numa ordem de nove vezes comparando a um modelo convencional. Consequentemente, é reduzida a poluição atmosférica e preserva-se os recursos naturais do planeta”, explica Narceu Menezes Scremin, analista da Gerência de Suporte ao Ambiente Distribuído do Banrisul.

A virtualização consiste em uma tecnologia que possibilita que um pequeno número de servidores físicos com alta capacidade de recursos possa ser usado para processar uma grande quantidade de servidores virtuais de menor necessidade de recursos. Estima-se que um servidor físico tenha uma capacidade de processamento total de pouco tempo quando executa um único sistema. A virtualização reduz esse desperdício pelo compartilhamento do hardware. Ela também contribui para a estabilidade do ambiente de TI. Caso ocorra alguma falha grave de hardware em um servidor físico, a virtualização permite reinicializar os servidores virtuais em outras máquinas sadias de forma automática, minimizando assim os períodos de indisponibilidade dos servidores.

Conforme dados atualizados em outubro de 2013, o Banrisul conta com 763 servidores virtualizados, consolidados em 45 servidores físicos. Se houvesse somente servidores físicos, além de ocuparem muito mais espaço, também consumiriam muito mais energia do que os 45 equipamentos responsáveis pelo ambiente de virtualização. Se não fosse assim, a energia consumida seria de aproximadamente 190,75 KWh, enquanto que com o sistema virtualizado são usados apenas 17,54 KWh.

A partir de dados do Ministério do Meio Ambiente, cada 1 KWh consumido, no Brasil, é emitido 0,11Kg de dióxido de carbono na atmosfera. O ambiente de virtualização, portanto, emite 1,9294 Kg/h de dióxido de carbono, ou seja, menos de 17 toneladas de gás por ano. Essas emissões, caso os servidores não fossem virtualizados, seriam de mais de 180 toneladas por ano, impactando na poluição atmosférica e agravamento do efeito estufa, explica Scremin.

[nwbs] 1995 ~ 2019 © Banrisul S.A.. Todos Direitos reservados. Navegação rápida Página Inicial | Mapa do site | Política de Segurança